Raízen passa a fornecer EcoÁlcool à toda linha de perfumaria do Grupo Boticário

Etanol de Segunda Geração obtido a partir da cana-de-açúcar é uma das apostas das companhias para o avanço de uma economia de baixo carbono em seus mercados de atuação.

São Paulo, 16 de março de 2021 – A Raízen e o Grupo Boticário estão ampliando a parceria para a utilização de EcoÁlcool na composição de 100% das linhas de fragrâncias de uma das principais empresas de beleza do Brasil e do mundo. Produzido a partir do bagaço, biomassa da cana-de-açúcar, o etanol de segunda geração (E2G), como é conhecido no setor sucroenergético, garante uma pegada de carbono 30% menor em relação ao álcool tradicional e vem se mostrando uma solução para atender à crescente demanda por fontes mais limpas.

Desde 2019, a Raízen fornece o produto para a formulação dos itens de perfumaria da linha Nativa SPA, de O Boticário, sendo esses os primeiros cosméticos no Brasil a trazerem em sua composição um etanol mais sustentável. Agora, a parceria entre as empresas foi estendida buscando fazer com que as soluções produzidas na indústria alcancem, ainda mais, o consumidor final, gerando valor ao longo de toda a cadeia, já que produto produz até 50% mais etanol com a mesma área plantada.

“O Grupo Boticário já era pioneiro em utilizar o EcoÁlcool em cosméticos no Brasil e agora amplia esse compromisso sustentável para todas as suas fragrâncias. Agora ampliamos o aproveitamento de forma integral da cana-de-açúcar, em um processo mais tecnológico e ecologicamente correto”, comenta Rafael Müller, gerente de Pesquisa e Desenvolvimento do Grupo Boticário.

Assim como meta do Grupo Boticário é assegurar padrões de produção e de consumo sustentáveis, esta visão também permeia a atuação da Raízen, que acredita que a tecnologia seja responsável pelo uso mais eficiente da cana-de-açúcar, reduzindo os resíduos e aumentando os volumes de produção de etanol, seguindo os princípios de uma economia circular.

Para a Raízen, a aposta nessa inovação faz parte de uma série de iniciativas da companhia, que tem como objetivo contribuir com os compromissos assumidos publicamente a serem atingidos até 2030, em linha com 14 dos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), instituídos pela Organização das Nações Unidas (ONU). Assim como para o Grupo Boticário, que renova ano após ano seu compromisso com boas práticas ambientais na sua indústria. Sendo que em 2020, Artur Grynbaum, CEO da empresa, foi nomeado como porta-voz do ODS 12.

De acordo com Francis Vernon Queen, vice-presidente de Etanol, Açúcar e Bioenergia da Raízen, alinhada aos compromissos ambientais, a companhia investirá continuamente em produtos renováveis com objetivo de mitigar os impactos das mudanças climáticas. “A valorização de fontes sustentáveis é uma resposta possível a uma necessidade mundial por transformação nos mais diversos setores. Nesse ponto, nossa atuação busca somar esforços com parceiros na oferta de soluções renováveis para os consumidores. O objetivo é prover alternativas viáveis para redução de emissões, impactando positivamente a sociedade”, concluiu.

Sobre o Grupo Boticário

Uma das principais empresas de beleza do Brasil e do mundo, o Grupo Boticário completou 10 anos em 2020 e reúne as marcas ‘O Boticário’, ‘Eudora’, ‘Quem disse, Berenice?’, ‘Vult’, ‘Eume’, ‘Beautybox’ e ‘Beleza na Web’. Também mantém a Fundação Grupo Boticário de Proteção à Natureza e o Instituto Grupo Boticário.

Sobre a Raízen

Empresa integrada de energia referência em biocombustíveis. Com atuação em toda a cadeia produtiva da cana, até comercialização, logística e distribuição de combustíveis. A energia da Raízen é essencial para mobilizar pessoas e potencializar negócios, por isso, além de entregar a energia que o mercado precisa hoje, investimos em soluções que contribuam para a agenda global de transição energética de forma gradual e sustentável. É por isso que somos líderes na produção de biocombustíveis e bioeletricidade a partir da cana, e seguimos investindo na ampliação do nosso portfólio em fontes renováveis, como o etanol de segunda geração (E2G), o biogás, a biomassa e a geração de energia solar.

Com um time de 29 mil funcionários, opera 26 unidades de produção de açúcar, etanol e bioenergia – e uma planta de etanol 2G – com capacidade instalada para moagem de 73 milhões de toneladas de cana, que produziram, na safra 19´20, cerca de 2,5 bilhões de litros de etanol e 3,8 milhões de toneladas de açúcar. A empresa ainda conta com  860 mil hectares de áreas agrícolas cultivadas com tecnologia de ponta, com colheita 100% mecanizada. A Raízen tem capacidade instalada de cerca de 1GW para geração de energia e produziu, na última safra, 2,1 TWh de energia elétrica a partir da biomassa da cana. No mercado livre de energia, em uma JV com a WX Energy, comercializamos cerca de 26,9 TWh de energia na safra 19´20, reforçando nossa atuação em trading no mercado livre de energia.

Está entre as maiores empresas em faturamento no Brasil, com R$ 120,6 bilhões, na safra 19/20. Geramos emprego e renda, dinamizando a economia, e investimos em ações de responsabilidade social, apoiando diversos projetos e, por meio da Fundação Raízen, oferecemos a jovens uma formação complementar à educação regular, impulsionando pessoas em situação de vulnerabilidade social a se descobrirem profissionalmente e protagonizarem seus próprios caminhos. Também trabalhamos no desenvolvimento de cooperação com as comunidades vizinhas às nossas operações – por meio destes trabalhos, beneficiamos mais de 1.700 alunos e mais 3 milhões de pessoas na safra 19/20, oferecendo qualificação profissional, educação e consciência cidadã.

Fonte: Raízen 

 

Rua Gomes de Carvalho, 1581 Conj. 901|902
04547-000 – São Paulo, SP – Brasil
+55 11 3569-3564

Assine nossa newsletter: