ABBI – Associação Brasileira de Bioinovação
linkedinyoutube
Notícias
11 de junho de 2020

Bioquímicos e biomateriais pautaram o seminário virtual da Frente Parlamentar da Bioeconomia

Primeiro seminário virtual da FPBioeconomia ressalta a inovação tecnológica na geração de soluções de baixo carbono

O primeiro seminário virtual realizado pela Frente Parlamentar da Bioeconomia no dia 10 de junho, discutiu o potencial dos bioquímicos e biomateriais na geração de soluções de baixo carbono.

Além de parlamentares da Frente, o evento contou com a participação do ministro Marcos Pontes, do MCTIC – Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, que enalteceu o potencial do Brasil para uma produção mais sustentável. Segundo o ministro a nossa diversidade de biomas aliada ao conhecimento científico nos possibilita promover o legítimo desenvolvimento socioeconômico com alternativas de baixa pegada de carbono.

A abertura foi realizada pelo Dep. Fed. Alexis Fonteyne, novo presidente da Frente e Thiago Falda, presidente executivo da Associação Brasileira de Bioinovação – ABBI.

Trazendo exemplos concretos para o debate, o diretor do Laboratório Nacional de Biorrenováveis (LNBR do CNPEM), Eduardo do Couto, e o gerente global de inovação e desenvolvimento de negócios na área de químicos renováveis da Braskem, Mateus Lopes reafirmaram o quanto é crucial que o Brasil construa uma agenda de desenvolvimento focada na economia de baixo carbono.

Eduardo do Couto ressaltou em sua palestra os resultados da pesquisa conduzida pelo LNBR onde a modificação de cepas públicas de microrganismos tem possibilitado a transformação de subprodutos industriais. Já Mateus Lopes ressaltou a importância do Brasil construir uma agenda de desenvolvimento focada na economia de baixo carbono que agregue valor ao agronegócio, respeitando a biodiversidade.

Para o presidente executivo da Associação Brasileira de Bioinovação – ABBI, Thiago Falda, o Brasil tem vocação para o desenvolvimento da bioeconomia avançada, pois reúne a maior biodiversidade do planeta, biomassa a custo acessível, agricultura sustentável e expertise em biotecnologia.
Assista ao Seminário na íntegra: